Daikin prepara bilhões para crescer em um mundo mais quente

Mar 10, 2022
Masanori TogawaSource: Daikin Industries Ltd.

Em uma entrevista feita para Bloomberg, o diretor executivo da Daikin Industries Ltda., Masanori Togawa, disse que a empresa está pronta para aproveitar seu fundo de caixa de 786,000 milhões de ienes (6,600 milhões de Dólares Americanos), para adquirir novas empresas e se preparar para o crescimento e aumento das temperaturas globais; ao mesmo tempo que busca minimizar sua emissão de dióxido de carbono.

A Agencia Internacional de Energia (AIE) prevê que a demanda de energia para o uso de ar-condicionado irá triplicar em 2050. “Necessitamos encontrar formas de investir em ambientes mutáveis, encontrar oportunidades e abordar as preocupações de sustentabilidade, assim como investir na promoção de pesquisas, pessoas e aquisições”, pontuou Togawa.

Bloomberg destacou que a empresa com sede em Osaka é a quinta com melhor desempenho em Nikkei 225 durante a última década, com um aumento de nove vezes o valor de suas ações. 

O Diretor Executivo da Daikin Industries finalizou pontuando que a companhia deverá fazer com que seus produtos sejam mais eficazes para cumprir seus objetivos de reduzir a geração de carbono em 30% para 2025, a metade para 2030 e alcançar emissão zero de gases de efeito nocivo para 2050.

Isto significa que a Daikin se comprometeu a conseguir que seus equipamentos de ar-condicionado sejam muito mais eficientes, usando refrigeradores que não contribuam para a geração de gases de efeito nocivo, e ao mesmo tempo, tornando-os acessíveis.

A entrevista foi assinada por Reed Stvenson y Yuki Furukawa, sendo publicada em 07 de fevereiro de 2022.

Consulte a entrevista completa em: 

https://www.bloomberg.com/news/articles/2022-02-18/biggest-air-conditioner-maker-daikin-readies-billions-for-deals